fbpx

Cistos de Ovário.

Procedimento // Cistos de Ovário

Os cistos de ovário são muito frequentes durante a vida da mulher. Eles podem estar presente desde a vida intrauterina até o período pós-menopausa.

Geralmente, estes podem aparecer e desaparecer sem provocar sintomas, também não sendo necessário tratamento específico.

São identificados no exame de ultrassonografia por via abdominal ou endovaginal. Neste exame, é possível identificar o ovário de tamanho aumentado contendo líquido ou sangue em seu interior.

Sabe-se que cistos de ovário muito grandes podem trazer sintomas como dor pélvica, menstruação irregular, dor na relação sexual e, também alterações intestinais. Porém, as principais complicações do cisto de ovário de grandes dimensões são a rotura ou torção do ovário. Quando isso acontece, a dor se torna intensa, podendo ser necessário internação hospitalar e intervenção cirúrgica.

Os cistos de ovário podem ser benignos ou malignos. Os benignos são os mais comuns e frequentes. Mas devemos sempre lembrar da possibilidade de malignidade. Portanto, é muito importante acompanhamento ginecológico especializado.
Os principais tipos de cistos de ovário benignos são:

– Cisto folicular: este é o folículo que não ovulou e ficou retido, frequentemente causa a irregularidade menstrual; pode desaparecer em até 6 meses.

– Cisto de corpo lúteo: este é o cisto que aparece após a ovulação, pode ter dimensões aumentadas e acompanhar um quadro de dor pélvica; também conhecido como cisto hemorrágico.

– Cisto Teca-luteínico: está associado ao uso de medicações para estimular a ovulação e nos casos de fertilização;

– Cisto dermoide ou teratoma: possuem conteúdo sólido como cabelo, dente, osso em seu interior, dependendo de suas dimensões deve ser removido por cirurgia ou laparoscopia;

– Endometrioma: presença de tecido endometrial no ovário formando um cisto com conteúdo de sangue, também pode ser tratado cirurgicamente dependendo do seu tamanho;

– Cisto adenoma: geralmente é um cisto de ovário que persiste por mais de 6 meses.

O tratamento dos cistos de ovário pode ser expectante, ou seja, aguardar um ou dois ciclos menstruais para que o cisto diminua de tamanho ou até desapareça. É o tratamento mais frequente.

Quando o aparecimento dos cistos de ovário é muito doloroso ou com sintomas de irregularidade menstrual, podemos utilizar os anticoncepcionais. Esta medicação é utilizada para regular o funcionamento dos ovários e com isso, também regularizar o ciclo menstrual.

O tratamento cirúrgico deve ser indicado em alguns casos específicos, dependendo do quadro clínico e do tipo de cisto. Entretanto, deve-se tentar o tratamento conservador para preservar a fertilidade da mulher.

 

 Cisto de ovário

 

Agora que você já sabe um pouco mais sobre Cistos de ovário, conheça a Dra. Aline Borges e agende uma consulta.

Newsletter.