Bioimpedância.

Bioimpedância

 

A análise de composição corporal ou bioimpedância é um exame que indica a quantidade aproximada de músculo, osso e gordura.

 

O funcionamento do aparelho de bioimpedância depende de uma corrente elétrica que passa através do corpo devido a presença de placas de metais localizadas nos pés e nas mãos.

Essa corrente passa pelos tecidos sendo mais fácil e rápido em tecidos muito hidratados, como os músculos.

Os tecidos que possuem pouca água como a gordura e os ossos, aumentam a dificuldade da passagem da corrente, sendo mais lenta a condução elétrica.

Sendo assim a diferença entre a resistência da gordura e a facilidade com que ela passa em tecidos como os músculos, permite que o aparelho de bioimpedância identifique a quantidade de massa magra, gordura e água.

As orientações para um exame preciso são:

  • Evitar comer, beber café ou fazer exercício físico nas 4 horas anteriores;
  • Beber 2 a 4 copos de água 2 horas antes do exame.
  • Não ingerir bebidas alcoólicas nas 24 horas anteriores;
  • Não passar creme nos pés ou nas mãos;
  • Usar roupas leves;
  • Se possível, realizar no período da manhã para evitar a retenção de líquido que pode ocorrer durante o dia.

A bioimpedância nos traz diversos resultados da composição corporal, dentre eles podemos destacar:

  1. Massa magra: indica a quantidade de músculo e água no organismo.
  2. Massa gorda: indica a quantidade de gordura corporal.
  3. Massa muscular: mostra o peso dos músculos dentro da massa magra, sem contar com a água e outros tecidos corporais, como osso ou gordura. Mas vale lembrar que estão incluídos os músculos lisos de alguns órgãos, como o estômago, intestino e músculo cardíaco.
  4. Hidratação: este item é muito importante para entender sobre a hidratação dos órgãos e músculo, podendo evitar câimbras, rupturas e lesões, garantindo uma melhora progressiva na performance e nos resultados do treino. A quantidade de água para mulheres pode variar de 45% a 60% e nos homens de 50% a 65%.
  5. Densidade óssea: a densidade óssea deve ser constante ao longo dos anos nos indivíduos adultos, garantindo assim que os ossos estarão sempre saudáveis, evitando problemas como osteopenia e osteoporose.
  6. Gordura visceral: A gordura visceral é a quantidade de gordura que está armazenada na região abdominal. Ela é muito importante para proteger os órgãos mas pode ser prejudicial em excesso.
  7. Taxa de metabolismo basal: é a quantidade de calorias necessárias para o funcionamento do organismo.

Suplementação:

Buscamos sempre manter a qualidade de vida e o bem-estar. Para atingir estes objetivos, nós precisamos ter uma alimentação balanceada e adequada.

Para realizar as atividades do nosso dia a dia, é importante que realizar uma dieta equilibrada com uma quantidade adequada e com nutrientes de qualidade.

Os principais responsáveis por nutrir e garantir o bom funcionamento de todo o corpo são macronutrientes e micronutrientes.

Macronutrientes são os carboidratos encontrados em pães, arroz, macarrão e doces; as proteínas encontradas na carne, frango, peixe, leite, derivados do leite e as gorduras encontradas em óleos e castanhas.

Micronutrientes são compostos por vitaminas e minerais, componentes essenciais para exercer as funções fundamentais de diferentes etapas do metabolismo.

Portanto, agora fica fácil entender que na deficiência desses nutrientes, tanto dos micronutrientes quanto dos macronutrientes, será necessário realizar a suplementação alimentar.
 

A Sociedade Brasileira de Alimentação e Nutrição, descreve da seguinte forma: “Suplementos alimentares têm por finalidade complementar a alimentação de indivíduos saudáveis”. Em cada fase da vida, estamos atentos ao desenvolvimento e as necessidades essenciais para o bem-estar e qualidade de vida. Pensando nisso, a suplementação tem um papel importante e determinante para cada fase:

  • Infância: é a principal fase de crescimento e desenvolvimento cognitivo, por isso nutrientes como cálcio, zinco, magnésio, ferro, vitaminas do complexo B, carboidratos e proteínas assumem papéis importantes.

  • Adolescência: também é uma fase importante para o crescimento e maturação de órgãos, portanto nutrientes como ferro, cálcio, vitamina C, vitaminas do complexo B, vitamina A, selênio e iodo são os nutrientes mais necessário.

  • Adultos e idosos: nestas fases a suplementação continua importante principalmente para os idosos, que podem apresentar perda de massa, função e força muscular (sarcopenia). Por isso, os nutrientes mais importantes são: vitamina D, selênio, zinco e proteínas.

 

Ginecologista Especialista em Nutrologia

Ginecologista Especialista em Nutrologia

Agora que você já sabe um pouco sobre a minha especialidade em Nutrologia, agende uma consulta.

                                                      kyleena

Tire Todas as
Suas Dúvidas.

Categorias.

Agendar Consulta.